Música / Questão de Opinião

Te conto o show: Estréia do Policromo em Brasília, 17/08/14

Léia conta como foi assistir a estreia da nova turnê do 5 a Seco!

*Por Léia Salazar

Parece que “17” é o número da sorte dos brasilienses. Em 17 de março de 2012 fomos agraciados com o show de lançamento da turnê do cd/dvd “5 a seco ao vivo no Auditório Ibirapuera”. E ontem, 17 de agosto de 2014 – exatamente dois anos, quatro meses e dezesseis dias depois – o 5 a seco retornou à capital federal com o Policromo.

O show tinha data marcada, mas o espetáculo começou desde o momento em que o primeiro ingresso foi vendido. Ingressos que não duraram muito tempo, esgotados em quatro dias. Motivo mais que suficiente para uma chuva de pedidos para sessão extra no e-mail da produção. A segunda sessão foi confirmada e em três dias quem não tinha comprado começava uma caçada por uma entrada.

Fãs de Brasília se encontram com o 5 a Seco

Chegado o dia tão esperado, a ansiedade tomou conta. Às 18h todos aguardavam os primeiros acordes. Mas parece que o destino queria brincar um pouquinho mais com nossos corações e ouvidos desesperados! Por conta de um atraso técnico, o início do show atrasou cerca de 20 minutos. Ao fim da espera, o delírio quando os 5 meninos amados subiram ao palco cantando “Geografia Sentimental”. E a cena de encantado dos fãs se repetiu na sessão das 20h. As duas apresentações foram marcadas pela interação dos 5 multitalentosos artistas com o público. Os espectadores brasilienses sempre um show à parte. Vimos total entrosamento do coletivo com a plateia, que não perdia a oportunidade de mandar recados divertidos e irreverentes para os ídolos.

Acerca da qualidade musical, seria redundante dizer que foi maravilhoso (esse adjetivo está intrínseco se tratando de 5 a seco). Os sons de Policromo foram incrivelmente recriados. O público vibrou com “Nem Tchum”, cantou junto “Pra você dar o nome”, viajou com “O Sonho”, se apaixonou por “Vem e vai”, levantou da cadeira com “Feliz pra cachorro” e foi para pertinho do palco com o bis “Ou não”.  

Para terminar esse breve relato, preciso dizer que 5 a seco é Tó Brandileone, Vinícius Calderoni, Leo Bianchini, Pedro Altério e Pedro Viáfora. 5 a seco é música de qualidade e trabalho bem feito. 5 a seco é respeito com os fãs e reconhecimento por cada minuto dedicado a eles. 5 a seco é como o céu de Brasília: não tem igual!!

P.S.: Deixo meu convite a todos para curtirem a página do FC 5 a seco BSB no facebook, a página de fã-clube que deixa a galera por dentro de tudo que rola na carreira do 5 a seco.

*Léia Salazar é uma das moderadoras da página citada acima, acompanhe!

5 thoughts on “Te conto o show: Estréia do Policromo em Brasília, 17/08/14

  1. Bom, eu bem queria contar mas ficou meio vago pra mim, e pra muita gente, eu acredito . Entre a música “Vem e vai” e “Feliz pra Cachorro”, Tó lembrou-se de uma dedicatória a qual deveria ter feito e não se recordou. Não lembro o nome, mas foi um rapaz. Acho que deviam saciar a curiosidade de nós, fãs.

    Like

  2. Oi Luis!!! Então, a dedicatória para o Miguel – primo de uma fã. Ela pediu para o Tó dedicar “pra você dar o nome” para ele que infelizmente faleceu duas semanas antes do show. Ele era fã do grupo e já tinha comprado os ingressos para o show. =((

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s