Abre Aspas / Música

O rock leve e divertido da banda Primos Distantes mostra como rir dos próprios fracassos

 * Por Meiri Farias

Primos 1

Foto: Filipe Franco

Formada por Caio Costa e Juliano Costa, que não são primos distantes mas amigos próximos que se conheceram no colégio, a banda Primos Distantes lançou o primeiro disco em julho de 2014. Com projeto gráfico caprichado e divertido, o álbum teve encarte assinado pelo cartunista Andrício de Souza e produção musical de Rafael Castro.

A mistura de rock e humor com pitadas de MPB que Primos apresenta pode ser conferida online (via SoundCloud) ou por meio do download do disco no site. Conheça um pouco mais dos meninos com voz de dragão:

Ouça “Dragão”:

Armazém de Cultura: O nome da banda é por causa do sobrenome, certo? Poderiam contar um pouco sobre como foi o encontro de vocês e o nascimento da banda?

Primos distantes: A gente se conheceu numa bandinha do colégio, aos 11 anos. A banda durou pouco mas ficamos amigos. Continuamos tocando em outras bandas até que, uns dois anos atrás, decidimos juntar as composições e fazer a dupla.

AC: O humor está sempre presente nas músicas, mas não de forma clichê ou obvia. Como é o processo de composição na banda, como surge essa relação com o humor?

Primos distantes: Acho que surge sem querer. Tem a ver com o fato de tirarmos sarro dos nossos próprios fracassos. É um jeito mais tranquilo de falar de coisas ruins. Mas não é muito intencional. É só um jeito de não fazer muito drama.

AC: O layout do site (e o encarte) está muito bacana! Vocês podem comentar um pouco sobre?

Imagem da Home do site da banda

Imagem da Home do site da banda

Primos distantes: Quem fez os desenhos do disco foi o Andrício de Souza. Ele é genial. Soube muito bem criar uma identidade visual baseada no clima do disco. Os desenhos com caneta bic, um traço desencanado, a gente brincando de Michael Jackson e John Travolta em cima de um tabuleiro de xadrez. O cara é fera!

AC: O Rafael Castro produziu o disco e até participou da faixa “Feio”, como foi esse trabalho, a influência dele no processo?

Primos distantes: O Rafael é um ídolo faz tempo. Tivemos a ideia de chamar ele para produzir e ele aceitou. Foi inacreditável. Ele nos apresentou um novo jeito de entender música. É um cara especial. A parceria em “Feio” surgiu durante as gravações.

Ouça “Feio”, com participação de Rafael Castro:

 

AC: Falando em influências, quais são as referências de vocês na música?

Primos distantes: Nossas influências estão mudando. Por muito tempo a gente só ouvia música dos anos 70. Agora estamos gostando muito de descobrir coisas atuais que são muito boas. St. Vincent, Mac Demarco, Tulipa Ruiz, Tune Yards, Rafael Castro, Cidadão Instigado, Connan Mockasin. Estamos muito mais abertos. As influências podem vir de qualquer lugar.

AC: Vocês disponibilizam o disco para audição online e download, o que tem se tornado cada vez mais frequente entre os músicos. Além de ajudar a divulgar, o download ajuda a estreitar a relação artista-publico, o que acham disso?

Primos 2

Foto: Filipe Franco

Primos distantes: O disco é muito importante para divulgar o som e chamar o público para os shows. É importante facilitar o acesso do público ao disco como forma de atração para os shows.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s