Especial HQ / Questão de Opinião

Expo Laerte: Lá é arte

* Por Giovana Gabriela

A vida é uma correria tremenda, eu sei. Mas se você, assim como eu, tem uma quedinha do vigésimo andar por  exposições e outros tipos de arte, para certas coisas vale a pena sempre arrumar um tempinho. Uma delas foi a exposição Laerte, cartunista bastante conceituado, e obcecado por cavidade anal, no espaço Itaú Cultural, na região da Av. Paulista.

Imagem: Laerte

Imagem: Laerte

Quando a visitei, eu estava fazendo um mini tour pela cidade de São Paulo para visitar pontos com manifestações artísticas legais, e a expo foi o lugar que eu visitei depois do almoço, e aí já viu: aquela moleza que dá depois de comer em dias muito quentes. Honestamente, não aconselho que você vá de outro jeito: de maneira paciente e disposta a análises vagarosas e descompromissadas. Nada de stress ou pressa. Digo isso por dois motivos: o primeiro é o de que são muitas obras pequenininhas – leve seu óculos, caso você precise de um para ler – e amontoadas, que exigem tempo e paciência para serem lidas e ainda mais para serem interpretadas, e também fotografadas porque todo mundo é filho de Deus e quer mostrar para os coleguinhas depois. O segundo motivo é a organização, que cá entre nós, me desagradou um pouco. O espaço não é muito grande, e enquanto tinham desenhos que ocupavam toda uma parede, as tirinhas ficaram todas bem apertadinhas, estilo poluição visual mesmo. Alguns dos meus amigos não sentiram muito o efeito, mas eu ficava bastante inquieta na hora de manter o foco em uma tirinha só, quando tinham um monte de outras em volta. A parte que eu mais gostei era um painel com desenhos que o Laerte fez na adolescência ou juventude – onde, por sinal, os desenhos ficavam bem separados e ele não tinha um estilo muito bem concretizado.

Como um todo eu achei a expo bem legal, apesar de como eu já disse, não ter curtido muito o espaço.Mas dá pra experimentar uma visão de mundo expressa em tirinhas à Laerte.

Foto: Folha de São Paulo

Foto: Folha de São Paulo

* Tenho todos os sonhos do mundo, sou levemente interessada em cultura inútil e situações Kafkianas. Desfruto de quinze anos que parecem às vezes sete e as vezes quarenta e dois. Meu nome é Giovana Gabriela – mas sem cravo e sem canela.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s