#ArmazémnaComic / Especial HQ

Humor ácido e os animais de papel de Fernando Gonsales

Selo Armazém

* Por Meiri Farias

Além da programação oficial organizada pela Comic, várias atividades aconteciam paralelamente nos estandes da convenção. Na quinta -feira (4) o estande da editora Devir recebeu o cartunista Fernando Gonsales em sua área externa. Apresentações talvez pareçam desnecessárias, mas caso você seja muito jovem e não esteja familiarizado ao nome, Gonsales é o criador do Níquel Náusea, tirinha de humor ácido em que o nome do protagonista satiriza o Mikey Mouse e que provavelmente você já encontrou em um jornal ou livro didático da infância.

20141204_173454

Gonsales sempre gostou de animais e essa paixão se manifestou nos cursos que escolheu fazer: Veterinária e biologia, ambas na USP. Não exercendo nenhuma das duas profissões, trocou os animais de verdade pelos de papel: 1985 venceu um concurso do jornal Folha de São Paulo e passou a publicar diariamente sua tirinha no jornal. No dia 5 (um dia depois da conversa na Comic), completou 29 anos de Níquel Nausea.

O cartunista nunca fez curso de desenho e aprendeu a desenhar com caneta Bic “Meu desenho é torto pra cacete”, conta para o grupo de leitores que se juntou ao seu redor durante a conversa informal que se seguiu. Por ter passado por outras opções antes, não imaginava que faria do desenho sua profissão, “Sempre imaginei que ia continuar desenhando até morrer, mas não achei que era profissional. É o meu refúgio”.

20141204_173952

A conversa foi um exemplo da proximidade que a Comic proporcionou entre artista e público. Em volta de uma mesa, sem hierarquia ou distanciamento, leitores de idades variadas conversaram com Gonsales, contaram suas experiências com suas tiras e perguntaram sobre inspiração, rotina de trabalho, entre outras curiosidades da história do cartunista. Um dos momentos mais interessantes foi quando contou seu método para caracterização dos personagens: Atribuir um signo. A partir do signo escolhido vai definindo a personalidade de cada um, Níquel  é de áries, por exemplo. Já a baratinha Fliti, viciada no inseticida que a nomeia, é de peixes.

Apesar de quase três décadas de publicação, as tirinhas de Gonsales são atuais para cada geração que acompanho, já que cada “historinha” se conclui na própria tira, não precisando necessariamente de um contexto para compreende-la. Para isso o cartunista conta sobre a ausência de uma receita para criar “A fórmula é uma faca de dois ‘gumes’, facilita, mas entedia também”, conclui.

26HQMixTrofeu

Em 2014, Gonsales foi o homenageado do 26º Troféu HQ Mix. A cada ano o troféu reverência um personagem do quadrinho brasileiro e desta vez a estatueta trouxe Níquel e Flit esculpidos pelo artista plástico Olintho Tahara.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s