Abre Aspas / Especial HQ

Navio Dragão: Uma pequena viking honesta demais

4

* Por Meiri Farias

Mal humorada, impaciente e um tanto quanto honesta demais, essa é a Lif, personagem criada por Rebeca Prado. A pequena viking apaixonada por machados e espadas agora vai partir da rede para o papel com uma campanha de financiamento coletivo bem sucedida (ainda dá tempo de participar! veja aqui como colaborar), a coletânea de tirinhas “Navio Dragão” será publicada.

Além da tirinha e outras ilustrações, Rebeca ensina desenho para crianças e conta que a personagem surgiu inspirada em aspectos seus: “A Lif é uma versão exagerada de alguns pontos da minha personalidade que sempre criaram conflitos na hora de lidar com as pessoas”. Além disso, o universo da viking foi criado a partir do carinho que a autora tem pela cultura nórdica e “pela inserção em um universo onde ela pudesse ser dessa forma e ainda parecer engraçada”, conta. Confira o nosso papo com Rebeca e conheça um pouco mais do seu trabalho:

tirinha-lif-09

Armazém de Cultura: Você está em campanha para financiar coletivamente o Navio Dragão, percebemos pelas entrevistas que fazemos no Armazém que o crowdfunding tem se tornado o principal caminho para os artistas independentes publicarem seus trabalhos. Como foi sua escolha pelo formato? você acha que a possibilidade do leitor interferir no lançamento do seu trabalho gera maior proximidade?

Rebeca Prado: Bom, acho que à principio foi uma opção financeira mais viável no momento. Além disso, eu me senti preparada para expor pro mundo o que eu tenho feito e ver se o retorno é positivo. Poucas formas de retorno são mais efetivas que o crowdfunding. Essa proximidade é algo que realmente faz a diferença, as pessoas contribuem, compartilham e defendem o projeto junto comigo, e não esperam apenas que eu faça um livro para que elas possam comprar. Tem leitores que me mandam mensagens todos os dias falando “Conquistamos mais X por cento!” ou “Agora só falta X pra completar!”. Eles realmente acompanham e investem na campanha.

AC: Ainda falando sobre as novas maneiras de se produzir conteúdo, a internet tem mostrado enorme potencial tanto na produção quando na divulgação. Você começou a publicar Navio Dragão pela rede, certo? desde o início o propósito era lançar uma coletânea física ou o foco era apenas a internet por si só?

Rebeca: Olha, na verdade eu não pensei em um foco especifico quando comecei a fazer. Eu queria me obrigar a desenhar sempre e produzir algo que eu pudesse dar continuidade. Comecei a postar online porque era a forma mais acessível que eu tinha para compartilhar com as pessoas. A ideia de fazer um livro veio bem depois.

tirinha-lif-12

AC: Falando nisso, como foi a criação desse personagem? como foi o nascimento da Lif?

Rebeca: A Lif é uma versão exagerada de alguns pontos da minha personalidade que sempre criaram conflitos na hora de lidar com as pessoas. Ela é mandona, impaciente, desnecessariamente sincera e até grosseira em alguns momentos. Claro que eu não sou exatamente como ela, mas são características bem familiares pra mim. O fato de ela ser viking foi uma escolha tanto pelo meu carinho pela cultura nórdica quanto pela inserção em um universo onde ela pudesse ser dessa forma e ainda parecer engraçada.

10403131_731685160278986_8335779911702891772_n

AC: Além de ilustradora, você também dá aula de desenho, certo? como é trabalhar ensinando arte? interfere na sua produção?

Rebeca: Isso! Então, eu me sinto muito bem lecionando. Gosto muito de transmitir qualquer tipo de ideia e acho que é um ambiente ideal para o surgimento de novos projetos. Acaba interferindo bastante no meu trabalho, primeiramente porque eu tenho que me manter atualizada para levar novos materiais para os meus alunos e isso acaba trazendo novas referências e inspirações. E, o mais importante, meus alunos me estimulam muito a produzir. Eles sempre me perguntam como anda a Lif (eu sou professora de um curso infantil de desenho), se eu tenho desenhado muito, se eles podem ver o que eu desenhei. Isso fora a troca de energia que trabalhar com crianças proporciona.

AC: Vemos que ainda falta visibilidade para mulheres que desenham ou produzem quadrinhos. É um meio machista? 

Rebeca: Nossa, isso é um assunto bem delicado mas que felizmente tem aparecido cada vez mais nas conversas e eu espero que as pessoas aos poucos se tornem mais esclarecidas com relação a isso. A gente tem que quebrar esse tabu de que quadrinho é coisa de menino. Ou que desenhos delicados são coisa de menina. Fico bem triste quando eu recebo mensagens falando que meus quadrinhos são lindos, mas que é uma pena que sejam para meninas. Ou que meu traço é feminino demais e por isso eu não dou conta de fazer outro tipo de desenho. Ou que, pelos meus desenhos serem de um estilo específico, meus quadrinhos são destinados ao público infantil.  As pessoas supõem essas coisas sem embasamento algum. Eu sinceramente acho que todo mundo pode gostar de tudo, tem espaço pra todos, é só chegar!

AC: Que artistas e trabalhos influenciaram seu gosto pelo desenho, pelo quadrinho?

Rebeca: Ixe, vários! Minha formação é em cinema de animação, então eu sofro muita influencia dessa área. Além disso tem muita, muita gente que eu acompanho, tipo o Steve Simpson, a Vera Brosgol, Macanudo, Calvin & Haroldo. Maitena…quando eu comecei, eu não conhecia muitos quadrinhos, as referências foram chegando com o tempo!

liff

AC: E hoje, em que artistas você enxerga afinidade com o trabalho que desenvolve e gostaria de indicar para nós?

Rebeca: Aí tem vários! Vera Brosgol, Agustina Guerrero,  Lu Cafaggi, Fefê Torquato, Bianca Pinheiro, (a queridíssima) Carol Rossetti, Bi Anca (Anna Bolenna), Samanta Flôor, Cris Peter, Ana Luiza Koehler, Erica Awano, a galera dos Quadrinhos A2, o querido Vitor Cafaggi, Sandro Zambi, Carol Cunha, nossa, eu poderia ficar horas aqui sugerindo! É gente demais! Hahahaha!

Para conhecer mais o trabalho da Rebeca no Facebook

Sobre a campanha no Catarse:

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s