Abre Aspas / Especial HQ / Literatura / Tem na minha estante

Fefê Torquato: A elegância felina de Gata Garota

4

* Por Meiri Farias

Em tempos onde os mais catastróficos anunciam apocalipticamente o fim do impresso, é interessante ver o movimento das webcomics – HQs que nascem na internet – em direção ao livro físico, de papel, “tradicional”. A verdade é que o computador, a tecnologia mobile e todos os aparatos tecnológicos que temos hoje ainda não conseguem superar a experiência sensorial que é folhear um livro. Não se trata de decifrar palavras ou imagens, é uma questão de sentidos. (inclua nessa categoria o estranho prazer que cheiro de livro novo causa).

Gata Garota, é um bom exemplo desse despertar de sensações que só  livro impresso possibilita. Com aquele tamanho esticadinho, que a editora Nemo já vinha explorando desde Bear, a HQ da Fefê Torquato também nasceu na internet. Mistura de Mulher Gato com seu próprio bichano, Tuc, a história criada por Fefê traz um clima meio noir e humor sombrio. Gigi, a gata garota – metade humana, metade felina – desliza pelas páginas cheias de textura que fazem com que o desenho literalmente salte ao olhos. Com toda a elegância noturna que só os gatos tem.

Gata Garota 3

Armazém de Cultura: Embora Gata Garota seja em PB, o desenho parece ter “texturas” diferentes. Poderia contar um pouco sobre o processo de produção? Qual é a técnica que você utiliza para o desenho? Faz tudo digitalmente ou tem alguma etapa do trabalho que é feita manualmente?

Fefê Torquato: Todo o meu processo é digital. Desde o rascunho até a arte final, tudo é produzido no Photoshop CC. Eu tenho o enredo geral das 3 partes da história finalizado, mas os capítulos eu escrevo aos poucos. Então, na terça-feira eu desenho tudo, sim eu sou daquelas que deixa tudo pra última hora, já aceitei que vou não vou mudar, na verdade eu descobri que trabalho melhor sob pressão. (risos) Primeiro eu faço um storyboard, em seguida desenho um rascunho mais detalhado, é nesse momento por exemplo que eu corro atrás de alguma referência de pose ou perspectiva. Depois eu faço o contorno com um pincel básico redondo do PS pra finalizar logo após com as texturas. Nessa segunda parte, eu decidi não pôr textura e trabalhar bem o clima noir, já que a história está situada no passado, contando a origem da família da Gata Garota. Mas retirar essa parte do processo não facilitou tanto quanto pode parecer, já que eu preciso detalhar mais, caprichar na composição e estudar bem a luz e sombra da cena. Mas tem sido muito bom pra mim, treinar esse tipo de técnica!

Gata Garota 2

AC: Como surgiu a webcomic? poderia contar um pouco sobre a ideia inicial até a publicação do livro?

Fefê: A Gata Garota é a primeira personagem que eu criei. Surgiu da junção da Mulher Gato com o meu gato persa, Tuc. Antes da internet o gato tinha uma fama de misterioso, semi-selvagem, uma criatura que varava pelas ruas à noite, derrubando latas de lixo em becos, tendo brigas homéricas. Essa é a Mulher Gato. A questão é que qualquer um que conviveu com um gato sabe que isso é apenas parte da realidade. A verdade é que gatos dormem. E comem. Agora todo mundo sabe desse lado menos glamouroso, mas ainda assim incrivelmente hipnotizante dos felinos, graças a todos os vídeos, gifs e fotos que a gente compartilha constantemente na internet. Em 2010 eu achei que seria engraçado se a Mulher Gato agisse como um gato de verdade, então criei a minha própria anti heroína. Começou como uma tirinha que durou uns 5 episódios apenas, até que em março de 2014 eu resolvi me dedicar a ela de verdade e postar episódios novos toda semana. As tirinhas acabaram evoluindo pra uma história mais complexa, com direito até a uma origem nobre relacionada a um dos meus Super Heróis preferidos, Batman. Quando eu estava pra finalizar a primeira parte, eu saí à procura de alguma editora que pudesse se interessar em publicar. E como uma grande amiga minha, Bianca Pinheiro, que por acaso é uma excelente quadrinista, tinha acabado de publicar seu quadrinho “Bear”, na Nemo, ela acabou fazendo essa ponte. E eu não poderia ter ficado mais agradecida, tanto a Bia quanto a Nemo e ao Arnaud Vin que acreditou no meu trabalho.

AC: Já trabalhava com quadrinhos antes? poderia contar sobre seus outros trabalhos com ilustração?

Fefê:  Até a GG, eu havia feito apenas quadrinhos curtos de no máximo 6 páginas. Meu primeiro se chamava “Vendavais” e eu publiquei no meu blog lá em 2010, se não me engano. Fiz vários quadrinhos curtos de uma página em geral, para o site que eu mantive com a Bianca por 2 anos, chamado Vaca Voadora, onde cada uma publicava uma HQ quizenalmente. Também fiz quadrinhos em parceria com outra amiga quadrinista, Lila Cruz, num site chamado Egocêntricas, que eram autobiográficos e retratavam a nossa experiência como mulheres quadrinistas amadoras num mercado tão limitado, preconceituoso e repleto de panelinhas. Quanto à ilustração, eu trabalho desde 2010 como ilustradora freelance, e ainda é a minha principal fonte de renda.

AC: Gata Garota é muito diferente de tudo que já lemos e por isso é tão divertida Mesmo sendo tão original, você teve alguma referência ou inspiração nesse trabalho?

Fefê:  Nenhuma inspiração foi consciente, mas agora ficou bem claro pra mim que a GG é muito baseada naquele universo do Tim Burton do final dos anos 80 e começo dos anos 90. “Os Fantasmas se Divertem”, “Batman – O Retorno”, “Edward- Mãos de Tesoura” e “Ed Wood” são os meus filmes preferidos dele. E tem toda essa mistura de humor sombrio bizarro com uma estética meio dark, meio cores saturadas… é o máximo! A Gata Garota é basicamente uma fanfic de “Batman – O Retorno”.

gata garota 4

AC:  Falando nisso, que outros trabalhos bacanas você acompanha atualmente e indicaria pra quem gostou do seu?

Fefê:  Eu indico “Bear” da Bianca Pinheiro, um trabalho lindo, delicado e cheio de significados.  “Solo” da Hope Larson, “Ava’s Demon” da Michelle Czajkowski, “Hemlock” de Josceline Fenton, “Maldita Karen” do Francis Ortolan, “The Blind Springs” da Kadi Fedoruk são  algumas das webcomics que eu sigo atualmente, que além de lindas são de excelente qualidade.

AC:  Vemos cada vez mais meninas produzindo e publicando quadrinhos! Você percebe um incentivo atual para que isso aconteça ou o mundo dos quadrinhos ainda é um tanto machista?

Fefê:  Acho que existe sim um incentivo, mas ele não vem do mercado, nem das editoras (com exceção da Nemo, que aposta muito em talentos desconhecidos, dentre eles muitas mulheres), nem vem dos homens quadrinistas já estabelecidos. O incentivo vem de nós mesmas. Mulheres que amam ler, consumir e criar quadrinhos. Nos últimos anos foram criados tantos grupos, páginas, sites de divulgação, trabalhos colaborativos, zines, convenções, feiras, onde todas se apoiam e alimentam essa fonte totalmente subestimada (senão desprezada) e principalmente inexplorada que é a criação e o ponto de vista dessa pessoas que continuem apenas metade da população mundial. O mundo é machista. E isso não é uma coisa que irá mudar tão cedo. Agora quanto ao mundo dos quadrinhos, esse sim vai enfrentar uma reformulação, uma invasão mesmo, deste público que não pode e não vai mais ser contido. E todos os amantes dessa arte devem ficar tranquilos porque o mundo dos quadrinhos só vai enriquecer com isso.

Gata Garota 1AC: Quais são os planos para Gata Garota agora? teremos um próximo volume, certo?

Fefê:  Eu tenho fechado com a Nemo os 3 volumes de Gata Garota. Mas com o caminhar do enredo e a exploração da história de alguns personagens, eu estudo até ampliar essa série. Não é nada certo, mas eu gostaria de me aprofundar mais na história de alguns personagens, quem sabe até fazer uns spin-offs no futuro! Mas por enquanto, além do primeiro volume estar disponível nas livrarias, a segunda parte está sendo publicada semanalmente no site e ela deve ser impressa no primeiro semestre do ano que vem.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s