1 Resenha Por Dia / hq / quadrinhos / Questão de Opinião / Uncategorized

1ResenhaPorDia: Macanudo Vol.1 (Liniers)

Copy of Especial de Resenhas - 2 anos AC


*Por Meiri Farias

Sou prolixa. Pronto falei. Ré confessa em declaração de culpa.

Sei que esse tipo de confissão é inadmissível para uma jornalista, mas se você chegou até aqui já sabe do meu talento com a falta de objetividade. (meus professores da época da faculdade vão puxar meu pé à noite, certeza). O fato é que tenho verdadeira devoção por quem domina essa arte da qual nem sinto o cheiro: produzir de forma concisa. E não, não me refiro a leads forçados e noticiário rotineiro e sem alma, me refiro àqueles que conseguem, com brevidade, expressar sua ideia com maestria. O melhor exemplo desse feito é a Tira. Seja de humor, aventura, ou dramática, a tira precisa introduzir uma informação, desenrolar uma narrativa e concluir a ideia em pouquíssimo espaço. A genialidade desse formato me fascina desde a infância nas tirinhas de jornal e livros didáticos com Mafalda, Hagar, Mônica, Snoopy e principalmente Calvin e Haroldo, onde descobri que uma mensagem grandiosa pode ser transmitida em quatro quadros ou menos.

ba42a53a16cb85719808698895b1b721

Ricardo Liniers Siri domina muito bem esse formato. Pode parecer precipitado, – levando em conta que só conheci verdadeiramente o trabalho de Liniers a poucas semanas – mas já posso afirmar que Macanudo acrescentou uma montanha de questionamentos a minha mente já consternada. O humor levemente melancólico dos seus personagens causam um misto de angustia e alívio e sem dúvida alguma, extrema identificação. É possível que essa identificação cresça justamente nesse momento na qual estou tão conectada com o “ser latina”. Liniers é argentino e finalmente existe uma identificação de fato com a situação retratada por esse tipo de obra. A relação com as situações políticas, sociais e principalmente culturais com os países do entorno nunca me foi tão cara e próxima. É necessário olhar quem está por perto e perdermos um pouco o hábito de sempre mirar no hemisfério norte.

1

Os pinguins são meus favoritos, mas menina Enriqueta (que tem um quê de Mafalda misturada a Calvin) com seu urso Mandariaga e o gato Fellini (realmente pensei em Haroldo com essa mistura) despertam sentimentos confusos de riso e reflexão. Como tudo em Macanudo, aliás. Vale destacar também o Robô Sensível e os Duendes que refletem um pouco dessa doce megalomania. Não se trata de gargalhadas estrondosas, mas de um sorriso intrigado despertado pela consciência de que, querendo ou não, estamos descritos ali em tons pasteis de nanquim e aquarela.

1 (6)1 (1)

Liniers usa como ninguém os espaços do quadrinho. Os limites da vinheta, onde se desenrola a ação, é ultrapassado por linhas que quebram o “padrão” (falar de padrão em tira parece piada) e contam histórias mesmo pela sarjeta (de acordo com Scott McCloud, autor indispensável para entender quadrinhos teoricamente, sarjeta é os espaço entre os quadrinhos). Esses “vazios”, às vezes parecem inexistentes, mas nosso passar de olhos de um quadro e outro, criam novas narrativas que desenrolam entrelinhas das histórias. Desde Calvin e Haroldo uma tira não consegue comunicar tanto em tão pouco espaço. As referências sutis a obra de Bill Waterson estão desde a epígrafe que abre o primeiro volume (“A surpresa é a essência do humor. Então, ao fazer uma tira diária, o desafio é surpreender a si mesmo”) até as relações de Enriqueta com seus coadjuvantes (Fellini não aprovaria minha escolha de palavras), lembram um pouco o garoto travesso e seu tigre de estimação.

1 (3)

1 (4)1 (5)

O objetivo agora é desbravar os demais volumes já publicados (que não são poucos) e entender melhor esse universo “macanudo” – algo como extraordinário, magnífico – que é exatamente disso que se trata: observar o mundo ao redor com beleza, sarcasmo e um pouquinho de melancolia. Mas sempre com a graça de quem se permite ver beleza no “reality show” de um por do sol.

1 (7)


PS.: Escolhi publicar as tiras da forma que estão no site oficial do Liniers, em espanhol. Para ver outras tiras e saber mais sobre o artista, confira no site aqui.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s