Recortes! / Talita Guimarães / Uncategorized

Recorte: Das coisas mínimas que afagam imenso

Recorte


*Por Talita Guimarães

IMG-20160720-WA0018

Arte: Talita Guimarães

São as coisas mais mínimas, mínimas mesmo, que me comovem. Dignidades que enchem meus olhos de uma beleza que me faz amar muito profundamente estar no mundo para partilhar certos momentos.

Nina

O corte de cabelo ousado do rapaz no metrô. A completa entrega ao sono solto do rapaz que viaja ao meu lado. A letrinha mínima com que a senhorinha do RH preencheu o campo destinado ao e-mail institucional. Comove-me profundamente sua habilidosa legibilidade numa caligrafia tão delicada quanto cuidadosa. A respiração profunda do amigo adormecido tão perto. A escolha espontânea do alimento que vai para o prato. A concentração do fotógrafo limpando as lentes de sua câmera. O olhar do homem pela janela do ônibus demoradamente detido em um ciclista. O pulinho do pai da amiga ao descer do ônibus. A vizinha regando – vejam só! – o matinho que nasce entre as fissuras na calçada de cimento.

Esse ser de quando não sabemos que estamos sendo. Nossos gestos mais distraídos e, portanto mais nossos de todos. São eles que me interessam. Fisgam meu olhar e ganham meu coração.

Amo todos eles. Porque me fazem amar nossa frágil humanidade. E sentir gratidão por viver em um mundo de coisinhas mínimas que afagam imenso.


Recorte 1

One thought on “Recorte: Das coisas mínimas que afagam imenso

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s