Recortes!

Tempo de Guarnicê

Logo Recorte

*Por Talita Guimarães

De um dia para o outro olhar para cima vira uma experiência de ver o céu por entre as frestas das bandeirinhas coloridas de São João. Em junho, São Luís não brinca em serviço quando o assunto é se transformar em um grande arraiá.

recorte 66

Arte: Talita Guimarães

Há cores, sabores e ritmos típicos da cultura popular por todo canto, tal qual os tapetes cor de rosa dos pés de jambo que resolvem colorir as calçadas e capôs de carros ao mesmo tempo nessa época do ano.

Vira costumeiro esbarrar com vestígios da festa por toda cidade, sem restrição de horário ou lugar. À noitinha, brincantes paramentados com suas exuberantes vestes bordadas com canutilhos brilham sob a luz laranja dos postes, enquanto atravessam uma avenida rumo ao shopping (onde nenhuma área de vivência escapa de ser ocupada por barraquinhas de palha com venda de tortas, bolos, mingaus e vatapás, além de palcos para apresentações). No caminho pra casa não é raro o ônibus emparelhar com um outro cujas janelas exibem cabides pendurados em seu interior com luxuosas vestes bem passadas de um grupo de dança portuguesa ou ainda com alguma van no sentido contrário, deixando no vento a cantoria animada dos integrantes de algum cacuriá.

ss

O dia ainda engatinha preguiçoso a caminho do trabalho quando uma Kombi com um carregamento transbordante de folhas de palha ultrapassa meu ônibus nas redondezas do Arraial da Maria Aragão, no Centro. Faz a curva na Reffsa no exato momento em que um ônibus para ao lado do meu com uma moça de blusa cinza jogada por cima do visível traje de índia de bumba-meu-boi, confirmado pelo grande cocar com penas vermelhas, brancas e pretas em seu colo.

Do jeito que a coisa é, mesmo às 8h da manhã pode ser que ela esteja tanto indo quanto vindo de um guarnicê, esse tempo de acender a fogueira e se preparar para a maior festa da cultura popular do Maranhão, que é o São João.

Nesse mesmo instante em alguma esquina do Centro Histórico ou praça de bairro, as cinzas da fogueira que afinou tambores e pandeirões nem terá tempo de esfriar, pois algumas horas depois já estará em brasa novamente, pronta para esquentar mais uma noite de festa.


Perfil Talita

Talita Guimarães: Ensaios em Foco | Instagram | Twitter

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s