Recortes!

Céu é onde o que está no chão não pode tocar

Logo Recorte

*Por Talita Guimarães

Junho de 2017. A criança em mim olha o avião sobrevoar a estrada e traz de volta a pergunta de 2010: ali já é o céu?

67

Arte: Talita Guimarães

Olho em volta em busca de comparativos. As copas das árvores mais altas ainda não são o céu. Talvez o toquem, mas não estão nele, pois pertencem ao chão onde suas raízes se fincam.

Se eu flutuasse abaixo da altura de uma cerca de arame farpado, os pés descolados do chão, estaria no céu? Talvez ainda não. Mas as crianças no pula-pula, vão ao céu. Disso não tenho dúvidas.

Descubro meu medo de altura em um simulador instalado em uma exposição de realidade aumentada. Sentada em um balanço com os olhos atados a um óculos 3D pego distância do chão à medida que me balanço. Enquanto olho para cima e me encanto com os balões e pipas coloridas que se aproximam não percebo o quão alto estou. Então olho em volta e me assusto com a altura. Meu estômago revira e a sensação de medo é tão real que imediatamente peço pra descer. Ou melhor, desligar.

2017 - Aspas_Recorte 66

O medo de estar onde meus pés não podem tocar me intriga. Sempre fui fascinada com a ideia de flutuar. Interessada na visão rara que uma janela de avião oferece. Até sentir como seria voar no experimento da obra de arte que faz flertar a experiência virtual com a sensorial. E descobrir um incômodo real me invadir com a possibilidade – ainda que virtual – de queda livre.

Ainda hoje reflito sobre onde começa e termina o céu. Porque meu imaginário se interessa por uma resposta poética sobre o assunto já arrisquei umas tantas. Talvez o céu comece na poesia da pergunta do menino se onde os aviões planam já é espaço celeste. Talvez comece de onde já possamos cair. Ou de onde não podemos tocar.

O avião já sumiu, mas ainda estou no mesmo ponto do engarrafamento, encarando a mesma vista pela janela.

A mesma pergunta, ainda, sempre: ali já é o céu?

Uma nova resposta, mais uma vez, com ares de talvez: céu é onde o que está no chão não pode tocar.


Perfil Talita

Talita Guimarães: Ensaios em Foco | Instagram | Twitter

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s