Recortes!

No ciclo do dia

Logo Recorte

*Por Talita Guimarães

Quando minha avó Madalena anoiteceu eu ainda não havia amanhecido. E se falo assim para me referir ao nosso desencontro nesse mundo é porque meu pai, seu filho, me ensinou a pensar assim, relacionando o ciclo da vida ao dos dias. Aprendeu com ela.

IMG-20170713-WA0005

Enquanto penso nos desencontros, descompassos e desencantos da vida, divago sobre nosso constante medo da finitude das coisas, incluindo as que sequer começaram. “A gente é feito pra acabar”, canta Marcelo Jeneci na última faixa de seu primeiro disco; a posição da música no repertório pensada para dialogar com sua mensagem, que embora sejamos capazes de entender, deliberadamente nos permitimos q2017 - Aspas_Recorteuase sempre não lembrar.

Quando em uma manhã ensolarada meu pai me sopra as lições de vovó enquanto espero meu ônibus, percebo que é possível aprender diariamente a lidar com a impermanência das coisas. Pois todos os dias viajamos de mãos dadas com um ciclo único, destinado a acabar.

Parece sempre igual, mas jamais é. As semelhanças estão lá porque as colocamos, em certa medida, graças a nossa capacidade humana de reconhecer padrões e encontrar conforto e segurança neles. Mas cada diazinho é mesmo único e precioso de um jeito que talvez só percebamos após um período de acúmulo desses recortes aparentemente ínfimos que juntos formam um todo imenso.


 

Perfil Talita

Talita Guimarães: Ensaios em Foco | Instagram | Twitter

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s